Paulo Assunção

︎︎︎ ︎︎︎ ︎


Experiências Epidérmicas/Epidêmicas_ Movimentos para Organizações de Cadernos de Artistas-Pesquisadoras
professora
Millena Lízia


A obra com caixas de ovos se iniciou em agosto com o recolhimento do lixo, caixas de ovos de papelão, onde sob elas foi realizado um processo de dessecamento, com um objetivo de aproveitar 100% da caixa, suas amparas fizeram parte do emoldurar da obra, as informações e ilustrações da caixa permanecem na obra e a geometria dela foi estudada, tudo aplicado sob uma tampa de delivery de pizza.

Nesse âmbito, as caixas que uma vez tiveram uma vida de uso, como embalagens para os ovos da galinha tiveram seu descarte como imediato, uma vez que os ovos vão para a geladeira. A estrutura foi formada pelas caixas e suas aparas, e logo em seguida aplicada na parede do ateliê com pregos, perto da janela.

Após a sua aplicação na parede a obra ficou exposta por cerca de 1 mês, recebendo a visita de insetos e luz. Assim a fauna que rodeiam ateliê invadiu a obra, um marimbondo fez um casulo entre dois compartimentos da obra. Trazendo o questionamento da natureza que se vê sem o meio para se desenvolver e continuar, como espécie, busca refúgio na estrutura construída e idealizada por um ser humano, feita com materiais descartáveis que também já tiveram uma vida de uso, embalando e transportando uma matéria viva (o ovo), que por sua vez também contém uma casca(casulo) para a sua forma.

Nesse viés, o casulo construído a partir da dissecação da caixa do ovo, se vê como um novo meio de se produzir vida a partir do lixo reciclado, enfatizando o interação da matéria com o meio ao qual ela está encarnada. A matéria seja ela de qual natureza, interage com o meio ao qual ela está vivendo e no momento atual da humanidade, onde a produção de resíduos e o acúmulo é gigantesca, essa matéria residual se transforma em habita-te para o fauna e flora que atenda e interage de forma orgânica e natural com a obra.


SÉRIE CASULOS OVÁRIOS | Paulo Assunção | 2020 | Upcycling de resíduos recicláveis, fomentado com base na Economia Circular
lixo, resíduos, eco-obras, ecossistema, circularidade, reciclável, natureza, fauna urbana




SÉRIE CASULOS OVÁRIOS | Paulo Assunção | 2020 | Upcycling de resíduos recicláveis, fomentado com base na Economia Circular
lixo, resíduos, eco-obras, ecossistema, circularidade, reciclável, natureza, fauna urbana




SÉRIE CASULOS OVÁRIOS | Paulo Assunção | 2020 | Upcycling de resíduos recicláveis, fomentado com base na Economia Circular
lixo, resíduos, eco-obras, ecossistema, circularidade, reciclável, natureza, fauna urbana




SÉRIE CASULOS OVÁRIOS | Paulo Assunção | 2020 | Upcycling de resíduos recicláveis, fomentado com base na Economia Circular
lixo, resíduos, eco-obras, ecossistema, circularidade, reciclável, natureza, fauna urbana



Assim o conceito da Economia a circular e da Circularidade como experiência que permeiam a minha produção se explicita ao trazer uma apresentação nova para as caixas de ovos que acabou gerando um ciclo de vida circular para aquela matéria,em que sua estrutura e sua forma é 100% aproveitada para dar vida aos casulos que geram novas vidas.

Nesse sentido a obra tem o potencial de se tornar um edifício de casulos em que habitam diferentes espécies e com uma temporalidade explicita na obra, uma vez que os casulos são moradia temporária, uma espécie de chocadeira de insetos, o que se remete diretamente aos ovos, visto que o formato e a estética das caixas são baseadas neles.

Desse pensamento se cria um registro material na obra da sua interação com meio ambiente, uma obra que abriga o meio ambiente e cujo o seu objetivo é agregar e abraçar a fauna e flora que a rodeiam, usando o design da caixa e seu material como suporte para a criação da obra.

Assim o conceito da Economia a circular e da Circularidade como experiência que permeiam a minha produção se explicita ao trazer uma apresentação nova para as caixas de ovos que acabou gerando um ciclo de vida circular para aquela matéria,em que sua estrutura e sua forma é 100% aproveitada para dar vida aos casulos que geram novas vidas.

Nesse sentido a obra tem o potencial de se tornar um edifício de casulos em que habitam diferentes espécies e com uma temporalidade explicita na obra, uma vez que os casulos são moradia temporária, uma espécie de chocadeira de insetos, o que se remete diretamente aos ovos, visto que o formato e a estética das caixas são baseadas neles.

Desse pensamento se cria um registro material na obra da sua interação com meio ambiente, uma obra que abriga o meio ambiente e cujo o seu objetivo é agregar e abraçar a fauna e flora que a rodeiam, usando o design da caixa e seu material como suporte para a criação da obra.